Notícias

Notícias


Aula Aberta

24/10/2017

Mapa da Desigualdade Social é divulgado na FESPSP

Representantes da Rede Nossa São Paulo e de outras entidades estiveram presentes para debater os dados.

A FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo) recebeu nesta terça-feira, 24, a Rede Nossa São Paulo para apresentação dos dados do Mapa da Desigualdade Social 2017 (com dados compilados no ano base 2016). Do último relatório para o atual foi constatada uma estagnação nos índices de desigualdade, com poucas variáveis. O que não necessariamente significa melhores dados na qualidade de vida, mas apenas a manutenção da distância entre as regiões mais favorecidas e as menos favorecidas. A apresentação fez parte da Aula Aberta da disciplina de "Análise de Políticas Públicas I", ministrada pelo Prof. Dr. Paulo Silvino Ribeiro e contou com a presença do ex-aluno Américo Sampaio, sociólogo e gestor de Projetos da Rede Nossa São Paulo.

Sampaio estará presente na Aula Aberta que acontecerá ainda nesta terça-feira, às 19h, no auditório da FESPSP. O debate contou com a participação de Rafael Georges, Lívia Lima, José Luiz Adeve e Jorge Abrahão, coordenador da Rede Nossa São Paulo.

A consolidação dos dados aponta que 34 bairros do município de São Paulo possuem maior vulnerabilidade social, para Sampaio ter estes dados é essencial para o planejamento de Políticas Públicas de todos os governos. "São 34 distritos prioritários que devem ser absolutamente colocados como o coração de toda e qualquer gestão pública", apontou. José Luiz Adeve aponta para o problema que os bairros periféricos enfrentam, que dificultam ainda mais o acesso aos equipamentos públicos: a burocracia.

Lívia Lima, jornalista da Agência Mural, concorda que existe um descaso para com a população periférica, por parte do Poder Público. "As vezes não é só um descaso, pelo contrário, é um projeto de cidade que propositalmente desconsiderou a população negra e pobre e é por isso que estamos lá e estamos sofrendo várias coisas, por isso que o número de homícidios é maior nessas regiões. O mapa mostra e temos de continuar denunciando", declarou a jornalista.

O cientista política Rafael Georges destacou a importância de analisar e comparar os dados do Mapa da Desigualdade Social, não apenas entre os anos, mas também entre os indicadores. "Quando vemos os dados e perguntamos os porquês a gente vai pelo caminho das soluções, que não são nunca simples. A relação entre equipamento cultura e educativo e a violência é evidente", analisa.

O levantamento está disponível no site da Rede Nossa São Paulo, clique aqui para acessar.

 




Veja Mais

Mapa do site

FESPSP
Institucional
Biblioteca
Tecnologia
Pesquisa
Extensão
Eventos
FAQ
Estude na FESPSP
Graduação
Pós-Graduação
Cursos Extensão
Debates Contemporâneos
 
2ª via do boleto
Agência FESPSP
Artigos
Comunicado
Eventos
FESPSP na mídia
Notícias
Palestras
Publicações
Seminário FESPSP 2017
Contato
Fale Conosco
Trabalhe Conosco
Localização
Ouvidoria

FESPSP nas redes sociais

FESPSP - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo

Rua General Jardim, 522
Vila Buarque - São Paulo - SP

11 3123 7800

© Copyright 2014 - FESPSP - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo

by HKL

Dúvidas?

Nós ligamos para você!

Envie seus dados através do formulário abaixo e nossos atendentes entrarão em contato com você!