Notícias

Notícias


Sociologia e Política

20/06/2018

As possibilidades de entrada dos refugiados no mercado de trabalho é tema de pesquisa apresentada na FESPSP

Pesquisador Dr. Leandro de Carvalho apresentou os dados do seu trabalho em parceria com a FESPSP, a Missão Paz, a Rede Nossa São Paulo e o site Migramundo.

Aconteceu nesta manhã o lançamento da pesquisa “Caminhos para o Refúgio: inserção produtiva e social de refugiados no Brasil”, que, a partir de entrevistas com gestores de Recursos Humanos constatou a falta de informação sobre a situação do refugiado e o preconceito no que diz respeito às suas possibilidades de atuação.

 

A divulgação estava programada para acontecer na Câmara Municipal de Vereadores de São Paulo, mas devido a problemas externos foi transferida para a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).

 

A Profa. Dra. Carla Diéguez, diretora da Escola de Sociologia e Política (ESP/FESPSP), abriu o evento lembrando que a data de 20 de junho é o Dia Mundial do Refugiado, e dos desafios que a sociedade precisa se propor e superar. “Nós, enquanto academia, temos um papel fundamental no processo de desconstruir barreiras e superar desafios. Essa pesquisa traz elementos importantes para pensarmos nisso, não apenas como pesquisadores, mas também como cidadãos no processo de recepção dos refugiados no Brasil”, declarou. Também estiveram na mesa o pesquisador Leandro de Carvalho, o Padre Paolo Parise, da Missão Paz, e o jornalista Rodrigo Borges Delfim, do site Migramundo.

 

Realizador da pesquisa, o Dr. Leandro de Carvalho apresentou os principais dados compilados dos questionários aplicados aos entrevistados. Ao todos foram 386 questionários validados, o que corresponde a uma margem de erro de 5%.

 

Confira aqui a pesquisa na íntegra.

 

“Descobrimos que existe uma confusão muito grande sobre o termo refugiado. As pessoas usam refugiado para se referir ao imigrante pobre. Perseguição e violação dos direitos humanos acaba não entrando na discussão. Por não entenderem o termo, as pessoas não entendem o restante da situação”, explicou o pesquisador, apresentando que mais de 90% dos entrevistados não sabem como funciona o processo de contratação de um refugiado (que é o mesmo aplicado a qualquer brasileiro), e 47,8% acreditam que seus colegas evitam a contratação de refugiados ou imigrantes porque têm medo de auditorias do Ministério do Trabalho.

 

A Profa. Carla Diéguez chamou a atenção para o dado apresentado que mostra as características que os profissionais de RH imaginam do profissional, conforme a origem dele: 74,5% apresentam força física como uma capacidade esperada de refugiados africanos, apenas 10,5% apresentaram a capacidade de liderança destes profissionais.

 

“Esse dado mostra o desconhecimento de quem contrata, pois sabemos que muitos chegam ao nosso país com formação superior, e nosso mercado não enxerga isso, ainda tem preconceito e racismo, ainda mais no que diz respeito às mulheres negras. É um duplo desafio, precisamos quebrar não só o racismo mas também o preconceito com o refugiado, em um momento em que enfrentamos altas taxas de desemprego no Brasil”, concluiu, cumprimentando todos os presentes por se disporem a serem parceiros nesta luta.

 

A Globo News também esteve na FESPSP e conversou com o pesquisador Leandro de Carvalho sobre o significado destes dados. Confira aqui a reportagem na íntegra.

 





Veja Mais

Mapa do site

FESPSP
Institucional
Biblioteca
Tecnologia
Pesquisa
Extensão
Eventos
FAQ
Estude na FESPSP
Graduação
Pós-Graduação
Extensão
Debates Contemporâneos
 
2ª via do boleto
Agência FESPSP
Artigos
Comunicado
Eventos
FESPSP na mídia
Notícias
Palestras
Publicações
Seminário FESPSP 2017
Contato
Fale Conosco
Trabalhe Conosco
Localização
Ouvidoria

FESPSP nas redes sociais

FESPSP - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo

Rua General Jardim, 522
Vila Buarque - São Paulo - SP

11 3123 7800

© Copyright 2014 - FESPSP - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo

by HKL

Dúvidas?

Nós ligamos para você!

Envie seus dados através do formulário abaixo e nossos atendentes entrarão em contato com você!